Você está aqui: Home / Artigos / Como fazer Yamadori ou Mathidore

Como fazer Yamadori ou Mathidore

MAT√ČRIA ESCRITA E CEDIDA POR EDUARDO DE MOUR√ÉO GUEDES.

 

10440203_10202227688453177_2564367856823111579_n

O que s√£o?

YAMADORI ‚Äď MUDAS RETIRADAS DA NATUREZA (matas, bosques ou florestas).

MATHIDORE ‚Äď MUDAS RETIRADAs DE CIDADES. (Cal√ßadas, Jardins, Pra√ßas)

Yamadori ou Mathidori é a técnica usada para se recolher mudas de árvores já formadas diretamente da natureza.

Essa técnica quando bem executada, apresenta uma grande vantagem, pois proporciona a oportunidade de se conseguir um material com características muito desejadas: idade avançada, boa textura na casca, largura de tronco, marcas de envelhecimento que dificilmente conseguiríamos reproduzir em árvores plantadas em viveiros. Um bonsai conseguido desta forma traz as marcas de sua luta para se manter vivo que é como uma assinatura de sua resistência.

10622886_10202227763895063_2914470037690116677_n

                         foto de Juan Andrade

Tenho visto muitas fotos de Yamadori feitos por pessoas que desconhecem completamente essa t√©cnica. Como j√° disse em outro post sobre este assunto: ‚ÄúAtualmente na NET. As p√°ginas que se destinam ao bonsai tem ficado cheias de fotos de pessoas que est√£o retirando √°rvores de nossas matas sem o menor conhecimento do esp√≠rito e da t√©cnica a ser usada‚ÄĚ e como resultado imediato est√£o devastando nossas matas e reservas, no intuito de conseguir um bom material e economizar tempo. Essas pessoas desconhecem que a origem do yamadori √© alicer√ßada por um admir√°vel respeito pela natureza e pela √°rvore em quest√£o. ‚ÄúAlguns novos na arte, influenciados por v√≠deos de grandes bonsa√≠stas renomados internacionalmente que usam ferramentas el√©tricas – fresas – para transformar um toco retirado por Yamadori em um lindo bonsai, v√™em nesta t√©cnica, a oportunidade de conseguir uma √°rvore imponente em um menor tempo. Eles se esquecem ou n√£o sabem, que aquele lindo bonsai apresentado ao p√ļblico em v√≠deos ou fotos magn√≠ficas, demandaram anos de trabalho de seu criador, mesmos aquelas √°rvores trabalhadas nos v√≠deos exibidos no YouTube, levaram anos para chegarem aquele est√°gio agora apresentados. Muitas, desde o momento que foram descobertas at√© o momento de sua retirada, tiveram de esperar ¬†por anos s√≥ para serem levantadas do ch√£o, foi preciso cavar, cortar as ra√≠zes velhas e passar algum horm√īnio enraizador, depois tapar o buraco sem retirar a √°rvore do seu lugar e esperar pacientemente um, dois ou tr√™s anos at√© que novas ra√≠zes se desenvolvessem e fossem capaz de sustentar toda a planta e s√≥ depois disso √© que ela foi levada para casa, para ser colocada em uma caixa, com solo apropriado e deixada descansar por mais um ou dois anos e muitas vezes mais que isso, at√© que ela se recuperasse completamente de todo stress sofrido, para s√≥ ent√£o come√ßar o trabalho de estiliza√ß√£o em um bonsai. Por tanto, cada pessoa que deseja se tornar um bonsa√≠sta precisar√° entender que: ‚Äú√Ārvore n√£o pede¬†pra ser¬†Bonsai.¬†√Ārvore pede pra crescer‚ÄĚ. N√≥s √© que estamos interferindo em sua vida e essas interven√ß√Ķes precisam ser para o benef√≠cio da √°rvore, n√£o para o nosso benef√≠cio. Portanto √© necess√°rio que pratiquemos o ‚ÄúYamadori Respons√°vel‚ÄĚ.

10698437_10202227783535554_5572053951307351026_n

O que é Yamadori Responsável?

√Č a retirada de √°rvore da Natureza visando a sua sobreviv√™ncia, onde faremos todo o poss√≠vel para n√£o interferirmos no meio ambiente ao seu redor, mais do que necessitemos. Isso pode significar deixar de lado uma maravilhosa √°rvore, sem ser perturbada – um bonsai j√° pronto – pelo fato de haver risco para a sua sobreviv√™ncia. Resumindo, um yamadori onde foi identificado o risco de se perder a √°rvore, n√£o deveria ser executado. Eu descobri o enorme prazer que se tem em retornar anos depois, ao local onde havia deixado uma bela √°rvore, e v√™-la ali, ainda mais linda, magn√≠fica, crescendo livremente.

_ Para mim ela √© sem duvida ‚Äú‚ÄúO meu Bonsai Natural ‚Äú‚ÄĚ. Minha propriedade emprestada a natureza.

Tenho deixado excelentes árvores de lado no decorrer dos anos e tenho um imenso prazer de revê-las, ano após ano, florescendo e dando seus frutos. Às vezes quando estou viajando de carro com minha esposa e meu filho, sinto um grande prazer de ouvi-los dizer apontado pela janela do carro:

_ Olha amor! O seu bonsai…

_ Olha l√° pai! Ele ainda esta l√°.

Este prazer não tem preço! Posso assegurar a vocês que por mim, ficaram sempre lá. A menos que surja de uma fonte uma alheia, uma ameaça real, que ponha verdadeiramente em risco a vida da árvore. Somente nestes casos, incentivo a retirada destas árvores (Pelo menos ela terá uma chance de viver) e mesmo assim, Aconselho fazer o Yamadori Responsável fazendo todo possível para dar a árvore uma chance de sobrevivência.

10256514_10202227796135869_3648254998856080169_n

10392625_10202227799055942_7428146272450489654_n

Para mim ela √© sem duvida ‚Äú‚ÄúO meu Bonsai Natural ‚Äú‚ÄĚ. Minha propriedade emprestada a natureza.

 

As regras a seguir e as fotos demonstrarão como retirar um yamadori com segurança.

Este Mathidori foi feio em primeiro de Outubro de 2010. Após uma semana inteira de chuvas copiosas.

10383906_10202227678172920_1105990773615651287_n

Esta √© uma primeira regra para quem quer ser bem sucedido em retirar uma √°rvore da natureza, ter paci√™ncia de esperar o tempo certo. E quando falo o tempo certo, me refiro ao tempo certo da √°rvore e n√£o o nosso: um feriado, uma folga, uma viagem ou um final de semana. √Č preciso esperar, por exemplo, que ocorram alguns dias de chuva para que a √°rvore se hidrate, tamb√©m seria interessante esperar o in√≠cio da primavera onde a √°rvore est√° iniciando um novo ciclo de desenvolvimento e a atividade dentro dela come√ßa a acelerar, o inverno n√£o seria uma boa √©poca para esta atividade, pelos motivos inversos. Em algumas regi√Ķes aqui no Brasil pode significar que teremos apenas alguns poucos meses para esta atividade e em regi√Ķes muito quentes o inverno, por ser mais fresco seria mais apropriado.

Segunda regra – Seguran√ßa ‚Äď leve junto de voc√™ um kit de primeiros socorros no caso em que voc√™ ter√° de se afastar para locais isolados. Voc√™ poder√° escorregar, cair e se arranhar, enfiar um espinho doloroso nas m√£os, ou se cortar. N√£o devemos desconsiderar o fato de que imprevistos ocorrem. Repelente para insetos ser√£o muito bem-vindos, use botas de cano alto e luvas em lugares onde sabe que existem cobras e escorpi√Ķes. Tome tempo para analisar o local para ver se n√£o existem vespeiro por perto, fazer isso pode significar evitar dolorosas surpresas. Hidrate-se, leve muita √°gua pot√°vel, e algum alimento para n√£o ficar exausto por conta da falta deles. N√£o esque√ßa do protetor solar e um bom chap√©u para prote√ß√£o da cabe√ßa.

10456105_10202227823576555_5648669675868488878_n

IMPORTANTE ‚Äď Avise a sua fam√≠lia ou um amigo onde voc√™ estar√° e quando retornar√°, e em lugares onde n√£o h√° sinal de telefonia seria prudente levar um mapa da regi√£o e uma b√ļssola.

Terceira regra ‚Äď Verifique o seu Material– Separe todas as ferramentas que julgue necess√°rio para o trabalho, confira se est√£o em perfeito estado, pode acreditar, n√£o ser√° nada bom ter o cabo da vanga partido logo no in√≠cio do trabalho. Ferramentas amoladas economizar√£o energia e tempo. Leve uma torques e uma pequena marreta, voc√™ poder√° encontrar arames juntos das ra√≠zes ou mesmo pedra ou concreto que precisar√£o ser partidos. Conte com os imprevistos na hora de arrumar todas as ferramentas: Voc√™ poder√° encontrar uma raiz grossa de uma √°rvore que cresce pr√≥xima, ou uma rocha presa entre as ra√≠zes. Leve barbante e um saco para enrolar o torr√£o ‚Äď eu costumo usar o TNT para isto, √© barato, √© leve, ocupa pouco espa√ßo na mochila, f√°cil de trabalhar e se n√£o for poss√≠vel plantar a √°rvore logo ao chegar em casa, pode-se deixa-la em um local protegido por v√°rios dias. J√° deixei por quase um ano sem preju√≠zo para a planta. Se o local for muito quente seria bom levar √°gua para hidratar as ra√≠zes das plantas.

10881542_10202227852497278_4926337430095256966_n

10888746_10202227855497353_4409977917312006800_n

TNT - Usado em um Mathidori

Quarta regra ‚Äď Evite ir sozinho ‚Äďum bom amigo √© a melhor das ferramentas. Pode acreditar.

10882104_10202227862777535_6749035102545091351_n

Quinta regra ‚Äď Obtenha uma¬†autoriza√ß√£o para fazer a retirada da √°rvore. Existem √°reas onde a atividade humana √© proibida. N√£o se arrisque. Existem leis em nosso pa√≠s que pro√≠bem a retirada de plantas nativas de certas √°reas e √© um crime punido com muito rigor pelas autoridades.

Sexta regraIdentifique uma boa √°rvore‚Äď A escolha do material √© um passo importante para se ter uma √°rvore perfeita.¬† Algumas pessoas t√™m facilidade em identificar um excelente material no meio de muitas √°rvores. Pode parecer f√°cil, mas voc√™ perceber√° que quando se est√° em um local onde h√° muitas op√ß√Ķes a d√ļvida √© uma coisa comum. Para n√£o perder tempo retirando material que no final ser√° um bonsai comum, procure encontrar na √°rvore a ser escolhida, qualidades que a tornar√£o impressionante tais como: um bom movimento de tronco, um Uro, ou Sharimiki, uma casca com boa textura, um bom Nebari, boa conicidade, boa distribui√ß√£o dos ramos e etc. N√£o saia retirando qualquer √°rvore, s√≥ para n√£o perder a viagem ou porque tem boa uma boa grossura. Voc√™ poder√° perceber depois de alguns anos de cultivo, que a √°rvore em quest√£o n√£o era t√£o boa assim.

10407941_10202227919578955_5733033794037933984_n

1471761_10202227923219046_4771608270948328550_n10353580_10202227924099068_6761161270262537728_n

foto ©Harry Harrington 2014 - http://www.bonsai4me.com/

S√©tima regra ‚Äď Prepara√ß√£o antecipada √© a chave do sucesso. Deixe tudo preparado em casa para o plantio da sua nova √°rvore. Caixa para plantio de tamanho adequado e quantidade de solo de boa textura em quantidade suficiente s√£o primordiais. Tenho visto muitos yamadori sendo plantados em solos de pouca qualidade que nada contribuir√£o para um grande desenvolvimento das ra√≠zes. Isso produzir√° uma planta de baixa qualidade. Ela poder√° ter at√© uma boa brota√ß√£o mas seu desenvolvimento futuro estar√° comprometido.

Vamos à prática:

Estas são duas Holmskioldia sanguínea mais conhecida como Chapéu chinês que foram plantadas por mim, nove anos antes em um local que foi totalmente abandonado, pois era uma área particular. Por se tratar de uma árvore que não pertence à nossa flora consegui a autorização para retirá-la.

1506701_10202227950459727_9000273945982082702_n

Na foto acima j√° iniciei uma leve limpeza apenas para tirar as fotos. Vamos limpar ainda mais o lugar antes de iniciarmos o trabalho. O material de cobertura do solo foi colocado ao lado. Iremos utiliz√°-lo depois.

10349087_10202227986140619_3568029833966374498_n

Após a poda drástica.

Uma poda foi feita para real√ßar a estrutura do tronco. E facilitar a retirada. √Č importante fazer uma poda inicial para podermos trabalhar sem riscos de acidente.

Em alguns casos onde se pode esperar alguns meses para fazer retirada da árvore, pode-se optar por se fazer uma poda completa na planta uns 3 ou 4 meses antes de sua retirada. Isso dará à árvore a oportunidade de emitir uma quantidade de brotos muito maior que emitiria se a tivéssemos feito a poda no dia de sua retirada. Fazer esta poda com antecedência, evita a morte de alguns ramos, evita que parte do tronco morra, evita uma brotação fraca. Se optar por fazer a poda antecipada, terá de fazer apenas uma boa desfolha e uma leve poda nas pontas de alguns ramos, no dia em que for levantar a árvore do chão. Atenção nesta poda. Procure saber se a espécie que irá retirar suporta podas radicais. Algumas árvores como o Ficus benjamina e coníferas em geral, não aceitam tais podas.

10846209_10202230578885436_8689908143090170961_n 10888789_10202228060262472_7977976883220144674_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

√Ārvore podada para futura retirada - Brota√ß√£o intensa.


Na foto abaixo, os troncos foram limpos e as podas finais foram feitas. Agora a estrutura ficou realçada.
10888661_10202228073422801_8578066457422645417_n
 10384046_10202228077822911_1280057550030401939_n

 

√Č hora de iniciarmos a escava√ß√£o. Comece por iniciar o corte longe do tronco. Marque um circulo em torno da √°rvore a uma dist√Ęncia de 3 a 4 vezes o di√Ęmetro do tronco. Comece a cavar por fora deste circulo. Depois v√° aproximando o corte para junto do tronco. Fa√ßa isso com cautela. Veja¬† nas fotos abaixo.

10363798_10202228090863237_1650042110753140835_n

...v√° aproximando o corte para junto do tronco

11600_10202228098383425_7229334630532405475_n

Circunde o tronco com cuidado.

Raízes filamentosas (capilares) são um bom sinal, demonstram que a árvore poderá ser levantada sem maiores problemas.

10881631_10202228105863612_1128462950873239248_n

Raízes alimentadoras.

Vá afundando a vala a uma profundidade de 2 a 3 vezes a largura do tronco. Então comece a afunilar o corte da metade do torrão para baixo, cortando na direção ao centro, fazendo um cone. Corte com cuidado cada raiz que encontrar. Não bata com a ferramenta com força nas raízes mais grossas na intenção de quebra-la ou corta-la, isso vai abalar o torrão que ira se desfazer quando for levantado. Cave ao redor do tronco e exponha a raiz, depois use um serrote amolado ou um tesourão de poda para cortar as raízes. Procure fazer cortes limpos evite deixar raízes quebradas. Raízes quebradas poderão ser a entrada de fungos que matarão a árvore no futuro.

10885549_10202228117663907_8341191604085708165_n

Vá afundando a vala a uma profundidade de até 2 vezes a largura do tronco

10417737_10202228121464002_1454722988516406147_n

Então comece a afunilar o corte da metade do torrão para baixo, cortando na direção ao centro, fazendo um cone.

 

Depois corte a raiz pivotante se ela existir. Corte com muito cuidado pra não quebra-la ou danificar o torrão da planta.

10509726_10202228135264347_3150200164556332890_n

Torr√£o solto.

Vamos voltar ao Yamadori do Chapéu de Mandarim.

1504652_10202228152664782_7420165915947223956_n

A árvore da foto acima, está muito perto do tronco de uma árvore ainda maior e poderemos ter problemas se uma raiz muito grossa estiver apontando para a nossa árvore. Até agora não há raízes que possam atrapalhar. Há muito entulho de obra atrapalhando a retirada.

Note que o afunilamento começou a ser feito. Até o momento nenhuma raiz mais grossa foi encontrada por mim neste Yamadori. Isso é muito bom, pois significa que a árvore não sofrerá muito após a retirada e se recuperará rapidamente do trauma que está sofrendo. Apesar de ter chovido muitos dias o solo está quase seco devido à copa da árvore que a encobre e também porque o solo estava coberto por muitas folhas. Em solo muito seco o torrão poderá desmanchar, tome cuidado.

10882255_10202228167985165_4732106274946144495_n

O torr√£o deste Yamadori for retirado com sucesso, apesar de haver muito entulho e restos de material de constru√ß√£o no local onde cavamos que quase destru√≠ram o torr√£o e por sorte tamb√©m n√£o havia raiz pivotante. Notem que h√° muitas ra√≠zes finas que manter√£o a alimenta√ß√£o da √°rvore. Estas ra√≠zes s√£o o que procuramos ao cavar ao redor de uma √°rvore. Caso n√£o note a presen√ßa delas, melhor ser√° incentivar a √°rvore a produzi-las. Existem t√©cnicas para isso tais como: anelamento ou segmenta√ß√£o do tronco e sangria. √Č importante nos dois casos passar algum horm√īnio enraizador no local. Depois volta-se o solo para a cova. Deixe-se a √°rvore no local por mais alguns meses e volte a cavar ap√≥s esse per√≠odo. Se ela ainda n√£o houver emitido ra√≠zes finas suficientes para sustentar toda a √°rvore viva, tape tudo e deixe-a por mais um tempo no solo e volte depois. Fazemos isso at√© que tenhamos a certeza de que h√° ra√≠zes alimentadoras suficiente para a sobreviv√™ncia da √°rvore.

1546340_10202228174545329_2000766890895568338_n

Depois de retirar o torrão do buraco comece a acerta-lo, com uma ferramenta como um facão vá retirando a terra da lateral diminuindo o torrão até o tamanho desejado.

10891917_10202230497643405_5012371907302847613_n

Você poderá fazer o mesmo trabalho com o torrão ainda dentro do buraco. Este método é usado quando a árvore a ser removida é muito grande. Para isso terá de cavar uma vala um pouco mais larga, isso facilitará o trabalho. Após retirar o torrão do buraco, faça o mesmo no fundo deixando o mais reto possível. Aproveite esse momento para acertar as raízes, fazendo nelas cortes limpos. Veja as fotos a seguir:

10891709_10202230528844185_5667972490286025327_n

10687172_10202230530164218_7837019974782189836_n

10882351_10202230531324247_373685503992897900_n

Quando verificamos que a árvore não terá nenhuma condição de sobreviver é sensato não levantar a árvore do solo.

10805840_10202228178985440_4472753249448533306_n

Embale com cuidado o torr√£o, amarre bem para que n√£o se desfa√ßa quando for transportado. Se a viagem for muito longa, umede√ßa o torr√£o e o pano que o envolve, transporte-o com cuidado. Se houver folhas na √°rvore, procure mant√™-las √ļmidas. Pulverize √°gua nas folhas e as envolva em um saco plastico para manter a umidade. Cuidado com vento no local e na hora de transportar, ele vai desidratar a √°rvore. Se enrolar o torr√£o em um saco pl√°stico retire-o t√£o logo chegue em casa, o saco plastico poder√° armazenar gazes no interior do torr√£o que acabar√£o por envenenar as ra√≠zes que sobraram. Ele tamb√©m poder√° manter uma umidade excessiva o que poder√° contribuir para o aparecimento de fungos nocivos. Se n√£o puder retirar o pl√°stico, abra pelo menos a sua boca e n√£o demore muitos dias para plantar sua √°rvore, pois o ac√ļmulo de gases e o excesso de umidade ¬†poder√£o matar as poucas ra√≠zes que restaram. Mantenha seu Yamadori em um local protegido, fresco e ventilado. Se por acaso a √°rvore quebrou o torr√£o e as suas ra√≠zes ficaram expostas, mantenha-as √ļmida, n√£o as deixe secar. Use esfagno umedecido para protege-las, se n√£o tiver, use panos √ļmidos. Caso n√£o possa planta-la no mesmo dia, aconselho que a deixe em um local com pouca ou nenhuma luz para que o seu metabolismo diminua at√© que voc√™ possa plant√°-la, mantenha seu yamadori sempre com as ra√≠zes protegidas e √ļmidas ‚Äď √ļmidas n√£o quer dizer encharcadas. Deixar uma √°rvore na √°gua por alguns dias pode ser muito prejudicial, visto que a √°gua contribuir√° para o apodrecimento dos cortes, facilitando a entrada de fungos. Deixar a √°rvore dentro da √°gua para hidratar ou absorver algum tipo de horm√īnio enraizador por algumas horas ou mesmo um dia, n√£o √© a mesma coisa que deixa-la de molho por dias dentro de algum balde com √°gua. Tome cuidado.

Se o torr√£o for grande e se houver bastante ra√≠zes poder√° deixar o torr√£o protegido pelo pano sem plantar por v√°rios meses. Eu mesmo j√° deixei um Yamadori por um ano sem plant√°-lo e sem qualquer preju√≠zo para a planta. Neste per√≠odo mantive uma excelente rotina de regas e aduba√ß√Ķes e ela se desenvolveu normalmente.

Agora temos uma oitava regra ‚Äď Deixe todo o local onde retirou a sua √°rvore o mais pr√≥ximo de como estava antes. Tape o buraco soque a terra e retorne a cobertura vegetal do solo. N√£o deixe buracos abertos que poder√£o servir de armadilhas quando o mato crescer ao redor. Animais poder√£o quebrar uma das patas se pisarem dentro dele. Quando praticamos com seriedade a arte de bonsai, ficamos em sintonia com a natureza e tudo o que a envolve. Nunca negligencie esta regra. N√≥s bonsa√≠stas n√£o devemos ser vistos pela comunidade como pessoas que danificam e destroem o meio ambiente.

10888623_10202228189945714_4440639636216226566_n 10410664_10202228196545879_5750337801013550843_n

10888731_10202228204746084_18100340080173003_n

Antes, após limpeza inicial

10364165_10202228208106168_6615019767906575818_n

Note a foto acima. O buraco foi tapado e toda cobertura morta que foi removida para a retirada das árvores foi devolvida ao seu local. Deixe tudo como se você nunca tivesse passado por ali.

10891620_10202228217586405_2603119127706938310_n

Deixe tudo como se você nunca tivesse passado por ali.

 

Atenção:

Existem situa√ß√Ķes onde evitaremos fazer este processo a fim de dar a √°rvore chance de sobreviv√™ncia. Estes s√£o: Quando a √°rvore possui dif√≠cil enraizamento; quando a √°rvore √© muito velha; quando s√≥ possuem ra√≠zes grossas e n√£o possui ra√≠zes superficiais ou quando estas ra√≠zes est√£o muito fundas dentro do solo; quando a √°rvore n√£o possui muitas ra√≠zes alimentadoras ou quando se trata de uma con√≠fera de idade mais avan√ßada. Nestes casos, meu conselho √© que se fa√ßa primeiro uma sangria em suas ra√≠zes antes de retir√°-la.

Sangria é quando cavamos ao redor da árvore para cortarmos suas raízes superficiais. Neste processo não retiramos a árvore do chão, após os cortes das raízes retornamos o solo para o buraco, e a guardamos que novas raízes surjam. Neste período seria muito proveitoso manter regas regulares para forçar o crescimento das novas raízes. Isso pode levar alguns meses ou mesmo anos dependendo da espécie. Em coníferas muito velhas é importante que se faça uma sangria em duas etapas. Cortando em cada uma delas as raízes mais grossas.

Após alguns meses, cavamos e observamos para ver se já existem muitas raízes alimentadoras (raízes finas como os fios de cabelos) Somente quando percebemos o surgimento destas raízes é que levantaremos a árvore do solo. Esse processo dá a árvore chance de sobreviver, e se recuperar.

Plantio.

10410718_10202228229106693_5841315536273622557_n

A √°rvore acima ser√° plantada em uma bacia pl√°stica. Em uma mistura de solo contendo cascalho de cer√Ęmica de tamanho de 2 a 5 mm e 60% de casca de pinus triturada com tamanho de 2 a 3 mm. Fa√ßa furos de tamanho e quantidade suficiente para n√£o haver acumulo de √°gua e facilitar a troca de gases. Um solo de composi√ß√£o porosa permite o crescimento de muitas ra√≠zes. Retire o m√°ximo de solo que puder do torr√£o. Corte e sele com pasta cicatrizante todas as ra√≠zes grossas que foram cortadas, sele at√© as que possu√≠rem a grossura de um palito de churrasco. N√£o deixe ra√≠zes rachadas ou mau cortadas. Se houverem ra√≠zes podres, retire-as. Se houver madeira podre trate-a e sele. Depois, Sele com pasta cicatrizante, todos os cortes feitos no tronco e nos ramos, isso evitar√° a perda de l√≠quidos e evitar√° a desidrata√ß√£o. N√£o deixe as ra√≠zes finas secarem durante todo processo √© importante mant√™-las √ļmidas, pois a umidade as manter√£o saud√°veis.

10891925_10202230458282421_6553960913246519069_n

Use uma boa pasta selante nos cortes.

Atenção: Em algumas espécies como os Buxinhos, Pinheiro Negro e algumas outras. Não é aconselhável lavar as raízes da árvore para se retirar todo o solo. Esse procedimento é prejudicial. Pois estas plantas vivem em simbiose com microrganismos benéficos do solo que habitam nas suas raízes. Lavar as raízes eliminaria esses microrganismo matando a planta ou prejudicando o seu futuro desenvolvimento. No caso de árvores que possuem esta forte relação com esses microrganismos, plante a árvore com um pouco do solo antigo, assim daremos a estes microrganismo a oportunidade de se reproduzirem no novo substrato. No próximo transplante poderemos retirar todo solo original mas sempre tomaremos o cuidado de manter um pouco do substrato anterior para que a reprodução deles seja sempre contínua.

* Antes de podar completamente a sua árvore, analise se há alguns ramos em que se poderiam ser feitos alguns alporques. Neste caso, podar a árvore um pouco maior que o tamanho desejado, nos daria a oportunidade de se retirar outras mudas da mesma planta com calibre de tronco já avantajado através da técnica do Alporque e ao mesmo tempo aumentaria a reserva de energia dentro planta. Se tiver paciência, esperar pelo alporque vai valer a pena!

Vejamos este exemplo:

Mathidori de um Resed√° (”Lagerstroemia indica”)¬†em uma cal√ßada.

Esta √°rvore seria retirada pelo propriet√°rio por que estava danificando o passeio p√ļblico.

Na foto abaixo marquei os lugares onde seria possível fazer os alporques.

10483853_10202228259147444_6942385107205835122_n

Porque escolhi esta árvore: Belo nebari e bom movimento de tronco. Também a possibilidade de excelentes alporques.

10885443_10202228303468552_3583771052851564694_n

Nebari excelente.

10676222_10202228318508928_4333318324600296234_n

15500_10202228334549329_592444798399967408_n

10885042_10202228341789510_5882655631165412338_n

Após recuperação da planta, iniciamos os alporques.

10538058_10202228338949439_8260545552264684191_n

10885307_10202228345069592_725197048338647124_n

10468074_10202228346189620_2583094069036544330_n

10525933_10202228347389650_2362304340638203819_n

Após alguns meses o enraizamento foi perfeito. Mesmo no tronco mais grosso.

10805817_10202228352349774_2571718329220876554_n

10407777_10202228354309823_4208635669267260527_n

10410309_10202228356149869_2064290703367366470_n

Retirada e plantio dos alporques

10858517_10202228363070042_7406214223269122164_n

10885217_10202228366510128_8247643435602890259_n

10639731_10202228377510403_3047161504614632803_n

10675607_10202228367470152_4789552279420135732_n

9788_10202228370030216_4776785637664244275_n

10388062_10202228378270422_143073302070929950_n

Sempre que valer a pena, aconselho que se faça alporques evitando perder material de excelente qualidade.

Voltando ao assunto Yamadori.
Escolha caixa ou vasos ou Bacias pl√°sticas de tamanho adequado para o plantio.

10868217_10202230327719157_6864746665905929074_n

10590493_10202230334719332_8428019940854450675_n

Use arame e tela para tapar os furos.

10526192_10202230336719382_2300708136933263069_n

1798224_10202230339359448_420600884071438759_n

Furos largos permitem a entrada de ar no solo.

Solo de boa qualidade contribui para uma excelente recuperação das raízes.

1506627_10202230349039690_2094542645693891941_n

Uma boa mistura é imprescindível para o bom enraizamento.

10882201_10202230358199919_2013752996280668915_n

¬†cascalho de cer√Ęmica de tamanho de 2 a 5 mm e 60% de casca de pinus triturada com tamanho de 2 a 3mm.

 

Podemos plantar a √°rvore agora.

Como há uma boa quantidade de raízes capilares aproveitei para fazer uma boa retirada de solo impróprio que veio acompanhando o torrão. Note que os dois galhos estão grandes quando comparados com a base. Cortei inicialmente com esse comprimento para que houvesse uma maior reserva de energia dentro da planta que irá auxiliar à sua recuperação, em algumas espécies esse procedimento pode significar o sucesso de todo processo. No futuro quando a árvore estiver recuperada ambos sofrerão uma poda de redução.

10421406_10202230553484801_1118933779207486022_n

As árvores estão plantadas e descansarão em um local sombreado até que inicie a brotação quando serão levadas para um local mais ensolarado.

10881522_10202230559164943_7274791057723232842_n

10314541_10202230560764983_6516813705925594781_n

A árvore está se recuperando muito bem, podemos ver que houve uma brotação excelente. Essa brotação não é reserva de energia mas significa que as raízes estão tendo um bom desenvolvimento dentro do novo solo. A árvore será deixada crescer sem intervenção para que se recupere plenamente. As fotos abaixo foram tiradas em 23/10/2010.

10421454_10202230567045140_4587455784595598708_n10885053_10202230567925162_2340606539456753812_n

10806317_10202230569125192_939437824582213440_n

Foto abaixo foi tirada em 02 / 08 / 2013 -

Em 2011 fiz uma poda para reduzirmos o crescimento da planta. Em 2012 ela foi deixada crescer livremente para que as marcas dos cortes desaparecessem. Após um ano de crescimento livre recebeu algumas podas para a construção de uma copa mais compacta. Este ano começarei uma nova etapa, Refinamento da copa e redução do tamanho das folhas. foto já retirando ramos indesejáveis.

10411725_10202230629926712_8944301577683011581_n

1800302_10202230630406724_911581375873482085_n

10891483_10202230606406124_6989874543345737238_n

10392381_10202230610206219_7674386282334853486_n

10885473_10202230612566278_7149631071056886649_n

 

Considera√ß√Ķes finais:

* A partir do terceiro mês inicie uma rotina de adubação.

* Deixe a planta recuperar as suas raízes antes de se iniciar o trabalho de fiação (aramação). Isso pode levar alguns meses ou até mesmo um ano em alguns casos.

* Neste período você poderá escolher os brotos que farão parte da nova estrutura e se eliminarão os brotos indesejáveis.

* Trabalhe com a fresa na madeira morta somente quando as raízes da árvore forem suficientemente fortes para segurar a planta firmemente no pote, caso contrário o movimento lateral do tronco prejudicará as raízes dentro do solo.

* Lembre-se: Yamadori responsável dignifica o bonsaísta.

”√Ārvore Yamadori n√£o morre. Voc√™ √© quem mata a √°rvore.”

 

Eduardo M Guedes
Tae Kukiwon Bonsai.

 

 

 

 

 

Sobre Mac Donald Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Encontre-nos no Facebook

Social